Saúde Oral e Síndrome de RETT


Na odontologia existe uma especialidade chamada odontologia para pacientes com necessidades especiais, onde aprendemos a lidar com todos os pacientes que necessitam de alguma abordagem diferenciada para o atendimento odontológico, seja ele ambulatorial, domiciliar ou hospitalar. Dentro deste contexto, a pessoa com Síndrome de Rett recebe todo nosso preparo, amor, carinho e respeito para o atendimento, sendo essencial buscar a especificidade de cada pessoa e família.

Sabemos que um ponto importante seria instrumentalizar os cuidadores para manterem a saúde oral dos nossos queridos pacientes, avaliando as principais características de cada um e propondo estratégias específicas, tais como: escovação em ambientes mais confortáveis para o paciente, como exemplo aqueles que amam o banho; uso de desenhos, livros e brinquedos lúdicos sobre escovação; usar um familiar como modelo antes de executar a higiene no paciente; utilizar escova elétrica para aqueles que gostam de vibração; apresentar diversas pastas de dente com flúor, até encontrar o sabor de agrado e inserir o mini flosser, famoso fio dental de cabinho. Manter uma boa higiene oral associado a uma dieta equilibrada, evita agravos como cárie e doença periodontal. Motivar e instruir a família é dever do cirurgião-dentista!

Somado a isso, alguns autores relatam alta frequência de mordida aberta anterior, palato atrésico, interposição labial, impactando diretamente na respiração, que é predominantemente oral. Avaliar, orientar sobre hábitos deletérios e intervir precocemente nestes fatores pode prevenir maiores agravos, gerando uma melhoria da qualidade de vida. Hoje em dia, muito se evoluiu na área de ortopedia dos maxilares e ortodontia, sendo possível propor opções de tratamento de acordo com o grau de colaboração do paciente e manejo do profissional. O bruxismo também tem sido observado sendo considerado uma desordem funcional sem causa estabelecida, podendo conter fatores genéticos, neurológicos ou respiratórios envolvidos, estando muito relacionado com estresse e ansiedade. O tratamento proposto é invariavelmente multidisciplinar, onde vamos orientar para redução dos danos causados pelo bruxismo.

Atender uma pessoa com Síndrome de Rett vai além de restaurar um dente, é acolher e individualizar cada tratamento para levar o melhor para cada paciente e família que baterem a sua porta e se sentarem em sua cadeira. É possível sim, atender estes pacientes, só basta ter conhecimento, desejo e amor.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo